Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2011

POESIA - Meu querer não é o seu querer

Seu querer é falar,meu querer é olhar
Seu querer é medicar, meu querer é comunicar.
Seu querer é ajudar, o meu é ajudar.
Seu querer é carinho, meu querer é carinho.
Seu querer é agradar a todos, meu querer é agradar apenas você.
Você prefere agulhas, sondas, esparadrapos e soros Eu prefiro twitter, facebook, notícias e publicidade.
Mas, quando surge sentimento, surge verdade e quando é de verdade, traz felicidade.

POESIA - Lá atrás ...

Fechei os olhosNão queria lembrar Mas foi inevitável que, naquele silêncio, naquele escuro, eu ouvisse a sua voz.
Eram risos soltos brincadeiras ao luar piadas e frases de amor pedidos para não parar.
Abro os olhos, volto no tempo as coisas ainda estão no mesmo lugar as pessoas nos olham de forma magnífica o casal que deu certo o futuro que aconteceu.
Pisco os olhos, some a ilusão e a realidade é que no coração ficou apenas a paixão saudosa que insiste em residir aqui mas logo, logo a boto para fora pois preciso seguir.

POESIA - Fantasiando o nada

Fantasiei em momentos desnecessáriosDelirei em amores imaginários E, com medo do que guardava em meu armário, Surtei.
Falei sozinho desejando carinho Sai pulando mais que sapo beijando mais que soluço mas, não encontrava "a ursa" aquele colo em que iria repousar.
Não joguei com cartas marcadas até porque não sabia quais eram certas quais eram erradas mas apegado a verdade desejava em primeiro a felicidade da outra que estava a minha frente.
E esgotando as formas para explicar, resolvi soletrar, desenhar, sinalizar que estava ali - na frente não era tão exigente e só queria fazer feliz seu coração.

POESIA - Me faz voar ?

Me faz voar ?
Me diz coisas bonitas no ouvido para que eu possa sonhar me leva para passear ver com você o que não vi com ninguém
Me faz voar ?
Me dá chocolate na boca me leva ao cinema e não reclama se eu ficar triste do nada começar a chorar
Me faz voar ?
bem alto, bem longe onde possa ver o horizonte onde possa te achar
Me faz voar ?
me dá a sua mão entrega o coração deixa dele eu cuidar
Me faz voar ?
ir longe, ir além onde não tenha mais ninguém e juntos possamos nos amar.

POESIA - Eu preciso

Eu preciso de silêncioUm cantinho e cobertor. Vento frio, uma varanda Rede e um pouco de amor.
Eu preciso de um som alto pra poder gritar e uma boa balada pra me acabar de dançar.
Eu preciso de fé luz, espelho e caminho pois sei que por mais forte que seja não consigo andar sozinho
Eu preciso de dinheiro não precisa ser milhão apenas para pagar as contas e também a diversão.
Preciso de muitas coisas mas sem muitas delas dá para viver porém não vivo sem carinho, sem sorriso não vivo sem você. preciso de você.

POESIA - Me obedece por favor

Oi cérebro ... tudo bom ?Me faz um favor por gentileza toma logo a direção e começa a mandar mais que o coração.
Grita logo com o pé, para ele parar de seguir não é mais para ele ir atrás dela não, mas é para seguir na outra direção.
Para mão !!! Que isso ... Escrevendo carta ? Isso não. Para quem ? Para que ? Você sabe que ela não vai ler e se ler vai rir de você.
Oh !!! Olhos parem de fechar e dar motivos para o cérebro sonhar veja as coisas belas ao redor se fechar a isso vai ser bem pior.

Estômago ? Ainda está aí ? Pensei já ter dito que era para liberar as borboletas não adianta prende-las se elas não serão alimentadas por esse amor.

POESIA - Sem inspiração

Toda essa situaçãoMe tirou a inspiração Quando pensei ter encontrado a solução vi que na verdade era apenas ilusão.
E no que eu me agarrava, caí e o que eu buscava, não vi. A pessoa que amava, perdi Me reerguer, não sei se vou conseguir.
A vida continua, porém sem cor as rosas florescem, mas não sinto o odor. No peito, apenas dor. Na vida, desamor.
Mas sigo em frente, sem ilusão. Pois não posso mais perder a inspiração, nem me prender a uma falsa paixão. Rompante de um momento de amor.
Me agarro, me prendo a luta, tentando me manter reto na conduta, do trabalho, eterna labuta da vida, dedicação e amor.
Mas sei que tudo tem tempo, momento e sentimento, porém confesso, desisti cansei de buscar o amor.

POESIA - Enganando o nada ...

Não mereço tanto,Não sou um cara santo, e em materia de canto, enrolei até avó.
Fiz chorar toda a família, desde a filha a tia, passando pela sobrinha, e também pela bisavó.
Enganando vi engano, e sofrendo fiz sofrer, que queria sem querer, achar o perdido no tempo remoto.
Fiz de gato e sapato, fiz uma queda de braço, esperto, fui palhaço e trouxa, fui herói.
Mas gostar não tem manual, e não me entenda mal, já cansei de carnaval, e de algo sensual, quero é mais cartão postal e presente de natal.
Afinal, amor é pra vida inteira, e de qualquer maneira, viajo nessa besteira, de acreditar que é para a vida inteira, que terei - te para mim.

POESIA - Olha só

Olha só ...Só vou falar uma vez.
Isso que você faz com o meu coração não é legal, me deixa sem ar, me faz passar mal.
Sumir da minha visão, sem motivo e nem razão, não dar tchau e me abandonar, sem nem ao menos uma ligação.
Sumir do Face e do MSN e nem nada me informar, e eu descobrir que choras por aí, mas que não tem coragem de ligar.
Sumir ? Porque sumir. Se desejo que esteja aqui, os braços e coração estão abertos, e o caminho, mais do que certo.
Olha só ...Só vou falar uma vez.
Eu perdoo o que você fez. E não desejo saber de nada mais, apenas esquecer, o que passou,ficou para trás, mesmo sabendo que isso não se faz.
Olha só ...Só vou falar uma vez.
Eu espero a sua ligação, coração morrendo de paixão, paralisando de emoção, sofrendo com a solidão, desejando uma canção, para embalar nossa história e apagar os erros da memória.

POESIA - Segredos a natureza

Disse ao vento sentimentos que desejo que ele leve para longe de mim.
Disse a chuva sujeiras imundices minhas das quais quero me lavar.

Aos céus, falei meus erros que foram como trovões nas vidas alheias.
A terra eu não disse nada mas o meu silêncio foi como enterrar verdades.
Verdades que não disse a você pois não queria te magoar.

POESIA - Com você é mais

Não que o céu não seja azul,mais com você o azul é mais intenso.
Não que a comida não seja saborosa, mais com você percebo seu tempero.
Não que o exercício seja cansativo, ou a jornada dura, mais com você essas coisas cansam menos.
Se a subida é longa, penso em ti, e nem percebo o quanto subo, não me canso.
E se a chuva não me deixa ir, lembro dos banhos que tomamos, dançávamos, enquanto a mesma nos molhava.
Hoje, sei que sou feliz Mas ao sei lado, sei que serei mais.

POESIA - Preciso ir ...

Preciso ir a um lugar,Para poder te ouvir falar, Pra te ver, te tocar, te olhar e observar ...
Preciso ir a um lugar, que para mim é bom demais, e com você ao meu lado, sei que terei momentos de paz.
Preciso ir a um lugar, um jardim, um quintal, mas não me entenda mal, preciso de você - algo irracional.
Preciso ir a um lugar, viajar, encontrar, desencontrar, reencontrar, amar, sorrir e chorar.
Preciso ir a um lugar, lugar do passado, que volta presente, e povoa o futuro.
Preciso ir a um lugar, que já foi porto seguro, colo, trama amor, cama e que hoje é existência e ser.

POESIA - Mas amanhã

Mas amanhã quando acordar
Não quero choro e nem vela, quero alegria e aquarela, e um belo sorriso dedicado àquela linda donzela.
Mas amanhã quando acordar
Pode ser sol ou chuva, a alegria estará presente, porque terei você a minha frente.
Mas amanhã quando acordar
Queria que o mundo tivesse mudado, as coisas tivessem melhorado, as flores nascendo e os amores florescendo.

Mas amanhã quando acordar....
Apenas irei colocar o meu som no ouvido, rezando e seguindo, pedindo as mudanças acima, enquanto vou para mais um dia de trabalho....

POESIA - Nada além do sentir ...

O falar é sempre relativo, o gostar é que realmente importa. E não adianta gostar somente daquilo que vemos, porque nossos olhos nos enganam. Prefiro gostar daquilo que não vejo, mas que ao seu lado sinto, passo e vivo, pois sei que isso sim, nos final das contas, é que importará para mim.
Publicado originalmente em http://sociedadedospoetasporvir.blogspot.com/2011/10/nada-alem-do-sentir.html

POESIA - Falta

Me faltam palavras ...
Palavras para definir o que sinto, palavras para definir o que sofro.
Me faltam frases ...
Frases para expressar, frases para contar, frases para emocionar, frases para fazer rir e chorar.
Me faltam olhos ...
Para chorar, para ver coisas belas, para ver coisas tristes, para apenas ver.
Me falta o tato ...
Para pegar a pele, para sentir o corpo, para tocar a boca, para beliscar a bunda.
Me falta tudo isso .... E muito mais ... porque me falta você.

POESIA - Ah ... Os gestos

De uma vez por todas entenda ...


Quando olho para seus pés,não é para ver se as unhas estão belas, mas é compreendendo que devo me render, e por saber que errei, abaixo a cabeça.
Quando olho para suas pernas, não é só por desejo de te-las para mim, mas é buscando saber, se elas vão me acompanhar no meu caminhar.
Quando olho para seu ventre, é visualizando o futuro, a barriga enorme, servindo de porto seguro.
Quando reparo em seu colo, o que mais me chama atenção, é o repouso, a tranquilidade, e o lugar onde ouço o coração bater onde sinto vida, toda vez que estou junto de você.
Quando olho em sua boca, observo o seu falar, com uma vontade, meio besta, meio louca, de com um beijo te calar.
Quando olho nos seus olhos, vejo neles a mais pura verdade, manancial de paz, onde não existe falsidade.
Quando te olho por inteiro, sei o que esperar, pois sobe uma louca vontade de não mais te largar.

POESIA - Esse tal sorriso

É bem verdade que o sorriso vem da felicidade.E se há felicidade, o sorriso está lá.
Mas de onde vem a felicidade, essa coisa linda, que muitos insistem em procurar.
Garanto que não está no dinheiro, garanto que no outro não está, não sei nem se anda perdida, mas sei que quem olhar para dentro, a encontrará.
Ouro, prata, rubis, diamantes, peles, casas e carros possantes, nada disso me alegrará.
Em troca, prefiro os amigos, um bom lugar, um bom luar. Risos e sorriso, brincadeiras e histórias. Lugares que eu vá apenas para conhecer e termine por me encantar.
Pois bem - se procura a felicidade nos corpos de outra moça, ou de outro rapaz. Saiba que os corpos tudo trazem, mas infelizmente a felicidade não atrai.
E, se realmente deseja o sorriso e essa tal felicidade, tenho apenas uma dica:
AME, AME de verdade ....

POESIA - Da linha ao Carretel

Da linha ao Carreteldo arco íris ao pote de mel da poesia ao bordel da terra ao céu.
Do mar ao luar Do café ao chá Do Maurício o Mattar o show não pode parar.
A vida continua O João caminha pela Rua O povo na luta continua e o frei Galvão cura.
Da menina eu quero um beijo Da vida um desejo Me divirto ao comer queijo E a morte não almejo

POESIA - Bobo

Quero ser bobo,quero me manter bobo, quero acordar bobo.
Quero ser bobo por amar, e sem medida dar meu amor, dizer que gosto, que amo, sem nenhum pudor ou rancor. Dentro das mais diversas maneiras de amar, quero me doar, seja onde for, e se não morrer, chegar a quase isso, por amor.
Quero me manter bobo, e acreditar, que um dia tudo pode mudar, modificar, transformar. Que a vontade de ir além, de recorrer e correr, nos faça ser melhores, uns com os outros.
Quero acordar bobo, e de novo, voltar a dormir, acordar novamente e sorrir, ver que a felicidade está logo ali, na vista, próximo dos olhos, ao alcance das mãos, minha companheira de jornada, parceira para qualquer parada.
Acordar bobo para mim é acordar ao lado de quem se ama.

POESIA - " "

E não vai ser um simples telefonema que vai matar a minha saudade.E não vai ser um simples abraço que vai minimizar a minha vontade.
Uma foto, uma carta - ajudam ...
Me fazem lembrar do quanto fui feliz.
Um e-mail, um presente - saudade ... Sabia que tinha tudo o que sempre quis.
A lua, o lual, a praia, o sol ... Momentos em que juntos, eramos um.
A distância separa, frustra, isola Mas como minimizar a distância entre o passado e o futuro? Se um era nitidamente claro e o outro é embaçadamente obscuro.
E não vai ser um simples telefonema que vai matar a minha saudade.E não vai ser um simples abraço que vai minimizar a minha vontade.
Mas sei que apenas no momento em que tiver os dois é que estarei pleno.

POESIA - Marcas

E se simplesmente as marcas que temos no nosso corpo sumissem.
Você já parou pra pensar ?
De início, claro é legal não ter marcas, uma pele lisa, bem cuidada, Joelhos inteiros, dedos também.
O cotovelo, intacto. Até parece que não fui criança.
E pensei .... mas ... se as marcas sumirem ?!
Se elas sumirem, sumirão também os acontecimentos, os tombos de bicicleta, os ralados jogando bola, as vezes que cai na rua, ou no rio. Tudo era festa, tudo era desafio.
E me lembrarei do pior xingamento que me faziam: - você solta pipa no ventilador.
Sumindo as marcas, somem os acidentes. Sumindo os acidentes, somem as lembranças.
Do que vou me lembrar ?! O que eu fazia pra aprontar ?! Hoje, acho graça das crianças. Antes, achava graça de mim. Mas, apagando, vou rir de que ? Do que ?
é ... pensando bem ... Deixe minhas marcas bem aqui ... Elas me lembram bem quem fui, quem sou e me ajudam no quem quero ser.

POESIA - Saiba bem usar.

"Para alguém especial"
Tudo o que eu queria agora era o seu abraço, Ele transmite a PAZ que eu preciso agora.
Tudo o que eu queria nesse momento era olhar seus olhos... Me perder neles, que para mim são o céu.
Ver seu sorriso e ter a tua atenção. Ouvir palavras doces e sentir o toque de tuas mãos.
Queria sentir, poder retribuir o que me destes sem saber. Fazer o que fizestes por mim, assim, do nada. Se materializou para mim.
A acolhida, bem recebida, fez com que desabrochasse dentro de mim uma coisa, que se não sei o que é, mas é um gostar, quase que caminhando para o amor.
Porém ... como não posso ... fico a desejar, desejando que quem os receba, saiba muito bem usar.

POESIA - Meu Jardim

Cuide bem do seu jardim,Meu Amor, Cuide bem do seu jardim.
Sou mais uma entre tantas E você cuidando dele Também está cuidando de mim.
Cuide bem do seu jardim, Meu Amor, Cuide bem do seu jardim.
Onde tem rosas, margaridas Azaleias, violetas e eu apenas espinho Mas nem sou tão ruim.
Cuide bem do seu jardim, Meu Amor, Cuide bem do seu jardim.
Mesmo que esteja a regar e dar amor a outras flores, não se esqueça de mim.
Cuide bem do seu jardim, Meu Amor, Cuide bem do seu jardim.
E quem sabe um dia, de tanto ver a minha beleza, seu amor desabroche para mim.

POESIA - Borboletas no estômago

Eu não conhecia essa termologia,e a minha "filha" adotiva tentava me explicar ...
Ela dizia: Pay, não há explicação para essa sensação, é apenas deixar rolar e ver no que vai dar.
E eu louco de pedra, não entendia o rumo da prosa, e queria de pressa, sentir essa sensação.
Ela dizia: Pay, espere e verás, um dia acontecerás, e você vai ver que é muito bom.
E eu não entendia, não sabia o que ela dizia, porque não tinha sentido nada igual.
Ela dizia: Quando for algo verdadeiro, você vai ser o primeiro, a sentir esse voar.
Eu já resignado, esperava desolado, o momento de sentir.
Elas voaram dentro de mim, me fizeram alegres, feliz, meio assim ... As borboletas ocuparam o meu estômago e não quiseram sair.
E para sentir é necessário ser verdadeiro, digo que sinto e sou o primeiro, a novamente sentir algo assim, e desejo que, sem ser nada forçado, ela sinta isso junto a mim.

POESIA - A culpada é ela ...

Quero poder dizer o quanto ela me faz bem ...
Quero poder dizer o quanto gosto de gostar ...
Quero fazer o que ela, sem sentir, faz por mim ...
Quero gostar, amar !!!

Quero poder ligar para ouvir sua voz ...
Quero escrever cartas e poemas de amor ...
Quero encontra-la quase todo dia ...
Partilhar com ela a alegria e a tristeza do dia a dia.

Quero gostar, amar ...
E uma vez isso posto, gritar ...
Me alegrar e chorar,
acariciar e me apaixonar.

E que não seja a primeira vez,
e muito menos a última,
mas que seja diário,
enquanto o sentimento existir.

Culpada é ela
Que despertou em mim o amor,
me fez novamente amar e sorrir.

POESIA - Paixão

Alguém sabe como surge a paixão ?!

É, infelizmente acho que não.
A boca seca,
o coração aperta,
a fala acelera e
ninguém sabe explicar como isso se dá.

Alguém sabe onde começa o gostar ?!

Um breve encontro,
um simples olhar,
frases trocadas,
e do nada o gostar.

E aí surge a questão ...
como manter em ordem o coração,
no momento em que pinta uma nova paixão.

Que mexe tanto com a gente,
que move tanto a inspiração,
que balança a razão,
e a emoção.

POESIA - Lá atrás

Faz tempo que lhe conheço,
acho que te conheço até demais.

Faz tempo que vivemos juntos,
amigos ...
amantes de mesmas coisas ...
dividindo poesias, músicas,
lanches, riquezas e algo mais ...

Faz tempo que amava,
mas escondia o amor,
guardava na amizade,
e aos poucos te dava.

Mas,
tu me esconde as coisas
e na correria de tuas
provas, trabalhos, projetos e tudo o mais ... me esqueceu lá atrás ...

Me deixo no meio da estrada,
e continuou sua passada,
rápida, adiantada.

Agora quer voltar para me buscar ?!
Será que ainda vou querer com você caminhar ?

POESIA - Se perdeu por aí ...

Ele era alegre e feliz ...
Bem visto, chegado.

Onde parava, fazia alegria,
não havia espaço para desânimo,
famoso peito de aço.

Porém o peito era molenga
E pra outro peito se abriu,
aconchegou o coração que chegou,
e por um bom tempo ficou, não partiu.

Alegria agora era bossa
tudo estava mais que completo,
a galera falava que era tudo de bom,
tê-los aqui por perto.

A vida caminhava plenamente,
os dois agora eram apenas um,
a festa dos dois corações,
contagiava a todos com seu ziriguidum.

Mas o período de festas passou,
alegria gritante findou,
contagiante?
só agora o desamor.

Piadas sem graça, chopp sem praça,
Cerveja na geladeira e nunca no bar,
um estava presente, o outro ausente,
começaram a se afastar.

Foi onde ele parou e pensou,
conseguiu ver - mas não agir.

Percebeu que foi mal tratado
Ignorado.


E percebeu que a alegria,
Se perdeu por aí ....

POESIA - Ela samba

Ela samba,
e samba diferente,
brinca com o coração da gente,
no bumbum baticumdun.

Ela samba,
e mexe o quadril,
faz o riso infantil,
surgir no lábio molhado.

Ela samba,
faz passo de bamba,
iradia a batucada,
que a bateria faz na balada.

Ela samba,
foco total do holofote,
olhares vindo do Sul e do Norte,
mas só eu tenho essa sorte.

Ela samba,
e depois de uma noite cansada,
divertida e suada,
ela vem para os meus braços,
frustrando a todos da balada,
alegre e ofegante,
diz querer ir pra casa,
porque não quer nada além de meus carinhos,
depois dessa noitada.

POESIA - Empoeirado

Ele estava no canto
largado, amarrotado,
todo empoeirado.

Largado na prateleira,
esquecido pela feira,
ele viva lá,
todo empoeirado.

Não era visto,
nem mexido,
e muito menos desejado,
querido,
vivia pelo canto,
todo empoeirado.

Depois de um tempo veio o pranto,
o choro era o recanto,
já que ele vivia largado,
empoeirado.

Decidiu não se abater,
nem tentar compreender,
apenas seguir a vida,
mesmo que empoeirado.

Começou novos fazeres,
e também alguns sonhares,
buscando muitos prazeres,
e também novos ares.

A poeira foi saindo,
e de novo, ele, foi surgindo
atraindo cada vez,
mais e mais olhares.

Ainda no cantinho,
ressabiado, meio sozinho,
a prateleira do canto
era seu recanto.

Eis que bate o vento,
e a porta abre novamente,
cliente exigente,
não quer levar qualquer um.

Olha prum lado e pro outro,
procura, olha de novo,
está quase decidido a não levar nenhum.

Mas um feixe de luz entra a porta,
e ilumina logo o empoeirado,
que está na prateleira ao lado,
e já tinha desistido de chamar atenção.

Ela vê que ele está triste,
e meio que …

POESIA - Quis

Eu Quis
tanto quis que fiz
tanto fiz que tive
tive tempo, tive chance
só não tive o alcance
ao alcance das mãos.

Eu quis
tanto quis que pude
fui gentil e não rude
no agir, pensar,
fazer e falar.

Eu quis
tanto quis que veio
num chuvoso Fevereiro
um ardiloso beijo
e um lindo passear.

eu quis
mas ela não queria
que tristeza, pois onde morava alegria
hoje habita melancolia.
O meu desejo não estava em dia
com seu objetivo
para onde foram nossos sonhos,
nossos sorrisos.

Se perderam por aí ....

Eu quis,
mas se ela não quer ....

POESIA - Parte I

Ela era linda e eu nunca deixava de falar ...Mas pelo tempo e amizade construída, ela fingia ou dizia não acreditar.
Era me cativava e eu sempre queria estar ali. Ouvindo a falar, cantar rir e a todos divertir.
Ela era extrovertida e tinha novidades a todo instante Fosse de música, roupa, maquiagem Sua energia era contagiante.
Pude vê-la acordar e constatar a verdade Que a beleza dela irradiava felicidade, Como os primeiros raios do Sol em um dia de Verão. Ou o desabrochar das flores em cada início de estação.
Demorei, mas percebi que ela tinha roubado meu coração.
Os elogios, agora constantes, a presença, a todo instante. A ausência, dor marcante.
Apesar de tudo ela não entendia o porque do meu querer E eu querendo cantar: "Mas eu só quero com você, Só posso com você"

POESIA - Quando erramos ...

E quando erramos,
pedimos perdão ?
Mesmo sabendo que magoamos,
um coração.

No erro,
sabemos reconhecer,
parar e perceber,
para não mais se perder.

E quando erramos,
queremos assumir?
Ou apenas o sentimento de
sumir, desaparecer.

Na falha,
sabemos escutar,
corrigir e continuar?
Ou apenas chorar?

Sabemos retomar?
Conseguimos remontar?
Choramos sem chorar?
Sorrimos apenas para aparentar?

POESIA - Passos dados

Passos vão sendo dados,
caminhos vao sendo trilhados,
e o que fazer se hoje,
você não está onde queria.

A vida lhe deu outros caminhos?
E quem disse que ela não era um labirinto?
De não saidas e retornos para o início?
Onde toda a experiência faz a diferença!

Passos vão sendo dados,
caminhos vão sendo trilhados,
e as pessoas que antes seguravam na sua mão,
hoje caminham por si só.

E quem é que lhe conduz nesse caminho?
Porque você precisa conduzir alguém?
Será que é só nos cruzamentos que você vai encontrar.
aquela que queria para ser seu bem?

Passos vão sendo dados,
caminhos vão sendo trilhados,
e as pegadas ficam marcadas,
mas ficam marcadas para quem?

Para que você não precise novamente errar,
que tenha por onde se guiar,
se tiver claro ou escuro,
as pegadas indicam o futuro,
ou pelo menos onde não cair, onde não ir, onde não errar.

POESIA - É lindo

É lindo o jeito dela olhar ...
E como eu queria que fosse para mim.

Que lindo jeito que tem de falar ...
E eu me silencio no momento em que ela diz "assim".

Aprendi que defeitos todo mundo tem ...
Mas acho que os dela são feitos para mim.

No sorriso, vejo fogos saindo ...
No choro, ela continua sorrindo.

Ela nem sabe que me inspirou ...
Muito menos sabe do meu amor.
Da alegria que sinto (sentia),
ao lhe ver quase todo dia.

É dura no que precisa ser,
mas sabe ouvir e aprender.
Gosto quando estamos a conversar ...
porque suas frases me fazem viajar.

Porém, sei que não terei nada
além de possível amizade.
E tenho medo que ela saiba
do que eu queria na verdade.

POESIA - Onde guardamos o amor 2 ?

Vi pessoas ajudando as outras.
No problema do Chile, todas se solidarizaram.
Nos terremotos do Japão também.

Vi pessoas saindo a noite, para entregar alimento aos necessitados.
E outros que a cada semana davam empregos para desconhecidos.
Doavam suas riquezas e viviam com pouco.

Sempre vejo pessoas cedendo o lugar,
seja no trem, metro ou ônibus,
o idoso sempre consegue sentar.

Os carros, esses não mais andam vazios,
as pessoas dão carona, levam e buscam
corações e mais corações.

Diariamente o HemoRio fica cheio.
São vidas querendo ajudar outras vidas,
Brancos e negros sem discriminação.

Casas demolidas ? Não vejo ...
As pessoas tem moradia e não se preocupam se chove um pouco a mais.
As praças tem crianças brincando e correndo.
As ruas só carros.

Calçadas, servem para os que necessitam.
Além dos pedestres é claro, a acessibilidade está
distribuida por toda a cidade.

E, no alto de tudo, é por mais amor
e solidariedade
que caminha
a humanidade.

POESIA - São as mãos o charme de tudo.

Na primeira vez foi um leve contato.
Era para tirar a caneta e escrever no papel
as aulas, as salas, os textos e professores.

Já na segunda vez, foi mais demorado.
Além do aperto de mão, um puxão.
-"Venha ver" foi a frase dita.
E as duas ficaram unidas.

Não demorou para se encontrarem todo dia.
e ficarem juntas, entrelaçadas.
O toque quente e ardente,
a pele lisa e suave.

E por tempos elas viveram juntas.
Entrelaçadas, dadas.
Era apenas se ver que uma já seguia
em direção a outra.

Mas depois foram se afastando,
não passavam mais tanto tempo juntas.
E, no pouco que passavam,
se debatiam, gesticulavam.

Já não seguiam os mesmos caminhos,
enquanto uma viciou no teclado,
a outra vivia ao telefone.

Acabou. Não mais se deram as mãos,
ao contrário deram tchau.
Não foi adeus, porque ainda se veem,
porém entrelaçadas em outros laços,
carinhos, afagos, abraços.

POESIA - Frio

Frio .... Frio ....

não sabia onde estavas, mas sabia que me fazia frio.
não sabia por onde andava, mas sabia que sentia frio.
não sabia o que fazias, mas viva o frio.

Sem saber o que sentir, ele congelou
E sem saber onde estava, desgostou
Sem saber notícias, desamou
E sem te ver, desmaiou.

Acordando, viu que o frio era sentimento
E o calor, acolhimento
Que sentiu no exato momento
que abriu os olhos.

Um sorriso, e a luz entrando pela janela
A alegria e felicidade de uma donzela
desconhecida e porém tão bela
Que ele teve a certeza que era ela.

A nova flor aquecida com o amor
que esquentou seu coração.

Onde guardamos o amor ?

Durante todos os anos da minha vida, sempre gostei de caminhar.

Gostava da idéia da liberdade. De poder parar quando visse algo que me prendesse a atenção e que me fizesse pensar. De olhar as coisas e seus devidos detalhes e com isso perceber de que forma eram feitas ou como eram elaboradas as coisas.

Em toda a minha vida eu andei demais. Mas andar não é a questão.

Um problema de saúde, vivido em uma família amiga, me fez pensar. Onde guardamos o amor ?

E não falo aqui do amor / sexo tão divulgado ultimamente pela mídia e sociedade. Falo do amor / sentimento. Aquele gostar sabe .... aquele querer bem ...

E continuei a minha caminhada estrada acima e a chuva caiu .... Bendita chuva, bem na hora que eu pensava no amor ... E pronto ... chuva dos meus olhos ... E sabe porque ?!

Porque chuva para mim é benção, é Deus mostrando algo. E nessa hora, nesse momento, o mostrar algo era que eu tenho uma família maravilhosa, que apesar dos problemas vive e resolve os mesmos juntos e que a cada dia Deus …

POESIA - Paraíso

Ah ! Beldade
Lago, lagoa, lugar
luar, banhar, repousar.

Ah ! Beldade
Infinito, areia sem fim
te vejo correndo para mim.

Ah ! Beldade
Junção de beleza natural
com a sua beleza divinal.

Ah ! Beldade
Deixa o resto, venha o que é belo ver
Vamos juntos eu e você
Caminhar em direção ao nada.

Ah ! Paraíso
Com todos esses elementos
eu abro o meu sorriso.

Ah ! Paraíso
Elementos maiores do que esses
eu não preciso, para saber que o
teu segredo mais lindo
é ver que te sigo para onde quer que vá.

Ah ! Beldade
Tudo isso é verdade
Tudo isso é de verdade
Realidade e realizado fico
ao ver a beleza existir.

Ah ! Beldade
pena que não dá para viver apenas de felicidade
e que mesmo nesse estado, nessa cidade
preciso voltar a realidade, a ti.

E partir.


POESIA - Observar

Gosto de andar e observar
Observar o céu, o mar, o ar ...

gosto de caminhar perceber
o dia, a noite, a rua, as estrelas ...

gosto de sair e viajar
mesmo que a viagem não me faça sair do lugar ...

gosto de sonhar e imaginar
que o amanhã será melhor que o hoje ...

gosto de olhar para o lado e perceber
que em vários momento da vida pude sentar e ver ...

gosto de saber que nada sou
dentro da imensidão desse mundo

gostei de dormir e acordar
porque por mais que parecesse verdade
eu não deixava de sonhar...



POESIA - Alegria, Alegria

Quero correr novamente com você pelo vento.
Sentar no jardim e pousar minha cabeça em sua barriga.

Quero brincar novamente com você.
Sem me importar a idade que temos.

Quero sorrir no seu sorriso e apenas isso.
Sentir a alegria que emana de ti.

Quero ir ao parque, dançar na chuva,
ralar o joelho, correr na rua.

Ir a praia, visitar a Serra,
ver do alto o céu de aquarela.

No dia perfumado, quero caminhar.
E na noite, as estrelas olhar.

Sentir no seu sorriso a
Alegria, Alegria

Que emana de ti,
que chega até mim,
que vai e vem, vem e vai.

E que ela siga assim,
sem motivos
mas com todos os motivos,
a ser a minha,
Alegria, Alegria.



POESIA - Impossível

É impossível mentir para o mar.e para o ar, o vento. É impossível mentir o sentimento, é impossível negar o momento.
É impossível mentir um olhar, um sorrir, um chorar. É impossivel mentir um tormento, a paixão de um momento.
É impossível enganar um partir, um sair, se despedir. É plausível mentir um voltar, mas, e se não puder retornar.
É impossível esquecer o momento, os dias vividos e passados. É impossível deixar de lado, os papos, passeios e abraços.
É impossível .... Apenas humanamente impossível ...
Mas, é essa impossibilidade que me faz manter o viver.
Sei que cedo ou tarde acabou com essa impossibilidade e mato a saudade que tenho, por estar longe de você.


POESIA - Sorrindo

Sorrindo ...

É assim que devemos levar a vida ...

Sorrindo ...

Por não sabermos a hora da chegada,
e muito menos da partida.

Sorrindo ...

Aproveitando
cada momento
da curta ou longa
vida.

Sorrindo ...

Seja para onde for,
morrendo de dor
ou amor,
sabendo que vou ...

Sorrindo ...

Sem querer
desdenhar de ninguém,
sei que foi para o meu
próprio bem,
eu sigo meu caminho

Sorrindo ...


POESIA - Me deixa

Me deixa vai,
Me esquece.

Esquece que um dia eu fui seu,
Esquece que um dia você foi minha.

Me deixa vai,
Me esquece.

Vai cuidar da sua vida
E deixa que outro alguém vai cuidar da minha.

Me deixa vai,
Me esquece.

Porque você quer saber de mim?
Se sabe que pode ser a causa da minha felicidade,
mas não está nem aí pra isso.

Me deixa vai,
Me esquece.

Já chorei e já sofri,
você seguiu em busca daquilo que acha que merece.

Me deixa vai, me esquece.

Porque sei que mais ou menos dia, você volta, como se nada tivesse acontecido.
Com um papo de amigo me aparece, me enlouquece, me entristece.

Me deixa viver com outro alguém,
aquilo que acho que você merece.

E o foco vai para

Lembrei da aula de fotografia, onde a professora dizia que bastava mudar o foco, para mudar o olhar sobre o objeto. E uma vez que esse foco fosse alterado, nada seria como antes.

Vivia sem entender e muito menos fazer comparação com a vida. Mas as palavras faziam eco em minha mente e eu sabia que mais cedo ou mais tarde eu encontraria aquilo que fosse, na prática, a mudança de foco.

Veio o novo ano, o mês de Janeiro, férias, Carnaval e nada. Passaram os momentos de folia e novos planos surgiram, mas ainda não eram pra já. Tudo conspirando para que o foco fosse mudado, porém, como eu não conseguia perceber isso, ainda olhava para o antigo foco.

Porém, eis que um telefonema muda o meu foco. E o que era Sul, vira Norte; o que era reta, ganha curvas; o que era ônibus, agora ganha integração. Mas, o que era amor, ainda não ganhou uma nova paixão.

E hoje vivo de novo foco, de novo olhar, voltado para morros e montanhas, como sempre buscando o alto.

POESIA - Calou

E na falta do que dizer, se calou ...
Pensou, olhou, analisou.
A situação era tensa, mas o que fazer quando a decisão não depende de você ?!
E na falta do que dizer, se calou ...
Olhava para um lado e para o outro.
A coisa precisava de uma reação, ação, posição, decisão.
E na falta do que dizer, se calou ...
Queria falar, gritar, xingar, mas apenas se magoou.
E na falta do que dizer, se calou ...
Silenciado e silencioso, saiu a caminhar, esperando um novo lugar para depositar seu amor, sua paixão, voz e coração.
Mas até o momento, durante as caminhadas ele apenas Calou.

POESIA - Gritos

Não adianta gritar para o arespernear, chorar. As coisas acontecem e devem acontecer. Não devemos lamentar.
Não adianta chorar, gritar, resmungar. Porque mesmo que as pessoas ouçam, muitas delas não irão colaborar. Não devemos esperar.
Não adianta esperar, chorar, lamentar. O tempo passa e não te espera, e se você não se move ele corre. Não devemos aguardar.
Não adianta resumir, fingir não sentir A vontade, mesmo que diferente da razão serve para mostrar o que sentir.
Devemos deixar a vida seguir.

POESIA - Se soltar

E quando você solta as amarras,
Você consegue amar,
Mas não é o amor da sociedade,
É o amor do coração,
Aquele que se sobrepõe a paixão,
E ignora a razão.

E quando o coração agir,Fazer o que a razão não permitir, aí sim você estará amando, sentindo o corpo alvoroçar, borboletas a voar,
sensação de verdade.
Isso sim é amar, é sentir com o coração, é abandonar a paixão, e somente viver pra mudar,
fazer o que manda o coração, para mim,
Isso sim que é Amar !!!

POESIA - Fazer o que ...

Sabe quando você lembra do sorriso daquela pessoa,e quando lembra do cheiro, do jeito, do beijo, das frases mais faladas, do que ela não gosta, dos carinhos, abraços e arranhoes nas costas, o que fazer se ela não olha mais pra você.
Sabe quando você vai a algum lugar, mas a alegria não está mais lá, o sorriso bobo não há de voltar, você não entende o que te levou até lá, ela não olha mais pra você.
Sabe quando chega o final de semana, antes eram planos, planejamento, agenda, programa, hoje ... nem vontade de sair da cama, ela não olha mais pra você.
Sabe, chega a hora de reiniciar outros mares, outros rumos, outro lugar, outra pessoa, outros sentimentos, outro amar. Agora há quem olhe pra você.

POESIA - Hoje

Sim ...
São poucos, loucos, mas existentes.
Dos outros homens, em nada diferentes.
As mulheres com eles, um pouco mais exigentes.
Sim ...
Diz que ama, não só na cama, na hora do amor.
Compra rosa, bombom, presente e flor.
Chama de vários apelidos, além de amor.
Sim
São os ditos românticos da moda antiga.
Que no tempo atual, ainda vivem a vida.
Amando, errando e levantando o amor.
Pois é
Ainda existe romântico à moda antiga.
E para esse remédio não há saída.
Senão amar, amor.

POESIA - Estou Vivo

Tou vivo .. vive meu corpo ... já que a mente, morta na razão ... acompanhou o coração ... ao ouvir palavras e impropérios ... verdades e calúnias sobre o meu ser ... vivo eu ... que agora não habito em mim ... viajo ser a vários jardins ... querendo ser pólen a procriar ... vivo pois ... segundo a ciência ... para viver basta a sapiência ... de haver batidas do coração ...

POESIA - Despedida

Se despedir é dar adeus ...
Mas esse adeus não é dado na hora da partida, nem muito menos na hora da chegada.
Esse adeus é planejado e o sofrimento medido, porém, impossível negar que saimos com o coração partido.
É um adeus de casa, dos trabalhos e dos amigos, e por mais que seja até breve, quão breve será esse até.
Em algumas despedidas, você sabe o que vem depois, quando vai ver essa pessoa, esse lugar, essa galera.
Mas, e se a despedida não é de pessoas, mas de momentos, Ih ! aumenta o sofrimento.
Como dizer adeus, se até agora sempre nas despedidas foi um até breve.
E se por mais que ela fosse para outros lugares você sempre estava lá.
Como deixar de encontrar a quem quer, e desencontrado de tudo viver ...
Bom, isso infelizmente não sei, mas terei que aprender ....

POESIA - Brisa

Era uma brisa leve, suave ...

Insistia em vir, todas as tardes e beijar nossos rostos.
Passear bagunçando o cabelo das meninas.
Balançar as árvores até seus frutos cairem,
e as flores voarem aos céus, sem rumo nem prumo.

Era uma brisa leve, suave ...

Gostava de fechar os olhos,
e sentar.
Sentia a brisa passando, leve e suave,
levando tudo, palavras, raivas, pensamentos.
Nunca deixando nada para trás.

Era uma brisa leve, suave ...

Que muitas vezes significava prenúncio de chuva.
Trazia cheiro de terra molhada e momentos mágicos,
de correr por entre a brisa e debaixo de chuva,
aprontando e fazendo pirraça.

Era uma brisa leve, suave ...

Que com as construções ao redor,
foi reduzida, desviada, extinguida.
E hoje, já que não pode ser controlada,
foi impedida,
de vir nos brindar durante as tardes de verão.