quarta-feira, 11 de setembro de 2013

POESIA - Essa nossa correria

Que meus olhos possam todos os dias tirar uma fotografia
do mundo, da alma, da calma que acalma meu corpo e minha mente. 
Que meus ouvidos possam ouvir
o tom, o som, o canto dos pássaros que voam de uma árvore para a outra inocentemente.
Que meus pés possam parar,
de correr, caminhar, de andar e contemplar as maravilhas de um céu azul.
Que meu peito possa 
bater e querer a cada dia viver mais um.


Que eu viva e a o final de cada viver

possa sonhar com o que vou fazer
e ao final de cada fazer,
vou voltar a viver,
num ciclo sem fim.