Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2017

POESIA - Parei de escrever

A um tempo venho tentando dizer,
pensando em como falar, fazer, 

A um tempo venho amadurecendo,
construindo e correndo, sem nem saber o porque

A um tempo venho amargurado,
coração fechado, 
andando calado, 
sem motivo para sorrir,

A um tempo venho refletindo,
que não faz mais sentido,
o que eu faço por aqui. 

Parei de escrever.
Parei de contar com poesia,
como eram as horas, os dias, 
e como era bom estar junto de você. 

A verdade é que a graça se perdeu,
e ao escrever, tenho que explicar, 
traduzir, responder.

A verdade é que tudo mudou,
e não há sentido no que restou, 
no simples ato de escrever. 

POESIA - Voa Tempo

Esquecer o passado,
Escrever o futuro,
Sem ficar no muro 
E nem desesperar.

Guardar na memória,
Diversas histórias,
Momentos marcantes
Sem se deixar levar.

Seguir adiante,
com esse tempo galopante,
pois se ficar parado,
ultrapassado será

Tempo ligeiro, 
tudo muda o tempo inteiro
passageiro viajante,
ou ser realizante
só de ti dependerá.

POESIA - Eu senti

Eu senti
senti o baque, o choque, o golpe, 
a mão pesada, o não, o gole,
a dor, o desamor.

Eu senti,
tive paciência, 
mesmo na ausência,
e por obediência, 
esperei e não resisti.

Eu senti,
fome, frio, dor.
Abandono, desamor.
Eu senti.

Mas é preciso reerguer, 
olhar pra frente e viver
caminhar e não esquecer,
para novamente não sofrer.

Eu senti,
uma mão a me levantar,
e esperança renovar,
poder novamente voar.

Eu senti.
Senti que era hora. 
Ontem hoje, senão agora.
Não dá para esperar. 
Algo que já não demora

Eu senti.
E parti.