sábado, 19 de março de 2011

POESIA - Gritos

Não adianta gritar para o ar
espernear, chorar.
As coisas acontecem
e devem acontecer.
Não devemos lamentar.

Não adianta chorar,
gritar, resmungar.
Porque mesmo que as pessoas ouçam,
muitas delas não irão colaborar.
Não devemos esperar.

Não adianta esperar,
chorar, lamentar.
O tempo passa e não te espera,
e se você não se move ele corre.
Não devemos aguardar.

Não adianta resumir,
fingir não sentir
A vontade, mesmo que diferente da razão
serve para mostrar o que sentir.

Devemos deixar a vida seguir.

Nenhum comentário: