domingo, 6 de fevereiro de 2011

POESIA - Despedida

Se despedir é dar adeus ...

Mas esse adeus não é dado na hora da partida,
nem muito menos na hora da chegada.

Esse adeus é planejado e o sofrimento medido,
porém, impossível negar que saimos com o coração partido.

É um adeus de casa, dos trabalhos e dos amigos,
e por mais que seja até breve, quão breve será esse até.

Em algumas despedidas, você sabe o que vem depois,
quando vai ver essa pessoa, esse lugar, essa galera.

Mas, e se a despedida não é de pessoas,
mas de momentos,
Ih ! aumenta o sofrimento.

Como dizer adeus, se até agora sempre
nas despedidas foi um até breve.

E se por mais que ela fosse para outros lugares
você sempre estava lá.

Como deixar de encontrar a quem quer,
e desencontrado de tudo viver ...

Bom, isso infelizmente não sei, mas terei que aprender ....

Nenhum comentário: