terça-feira, 24 de maio de 2011

POESIA - Onde guardamos o amor 2 ?

Vi pessoas ajudando as outras.
No problema do Chile, todas se solidarizaram.
Nos terremotos do Japão também.

Vi pessoas saindo a noite, para entregar alimento aos necessitados.
E outros que a cada semana davam empregos para desconhecidos.
Doavam suas riquezas e viviam com pouco.

Sempre vejo pessoas cedendo o lugar,
seja no trem, metro ou ônibus,
o idoso sempre consegue sentar.

Os carros, esses não mais andam vazios,
as pessoas dão carona, levam e buscam
corações e mais corações.

Diariamente o HemoRio fica cheio.
São vidas querendo ajudar outras vidas,
Brancos e negros sem discriminação.

Casas demolidas ? Não vejo ...
As pessoas tem moradia e não se preocupam se chove um pouco a mais.
As praças tem crianças brincando e correndo.
As ruas só carros.

Calçadas, servem para os que necessitam.
Além dos pedestres é claro, a acessibilidade está
distribuida por toda a cidade.

E, no alto de tudo, é por mais amor
e solidariedade
que caminha
a humanidade.

Nenhum comentário: