quinta-feira, 27 de outubro de 2011

POESIA - Segredos a natureza

Disse ao vento sentimentos
que desejo que ele leve para longe de mim.

Disse a chuva sujeiras
imundices minhas
das quais quero me lavar.


Aos céus, falei meus erros
que foram como trovões
nas vidas alheias.

A terra eu não disse nada
mas o meu silêncio foi como
enterrar verdades.

Verdades que não disse a você
pois não queria te magoar.

Um comentário: