Pular para o conteúdo principal

POESIA - Paraíso

Ah ! Beldade
Lago, lagoa, lugar
luar, banhar, repousar.

Ah ! Beldade
Infinito, areia sem fim
te vejo correndo para mim.

Ah ! Beldade
Junção de beleza natural
com a sua beleza divinal.

Ah ! Beldade
Deixa o resto, venha o que é belo ver
Vamos juntos eu e você
Caminhar em direção ao nada.

Ah ! Paraíso
Com todos esses elementos
eu abro o meu sorriso.

Ah ! Paraíso
Elementos maiores do que esses
eu não preciso, para saber que o
teu segredo mais lindo
é ver que te sigo para onde quer que vá.

Ah ! Beldade
Tudo isso é verdade
Tudo isso é de verdade
Realidade e realizado fico
ao ver a beleza existir.

Ah ! Beldade
pena que não dá para viver apenas de felicidade
e que mesmo nesse estado, nessa cidade
preciso voltar a realidade, a ti.

E partir.


Comentários

Denise!!! disse…
"Tudo isso é de verdade"
Nadaaa aqui é de mentiraa, ahahah, frase mais dita pela galera de itz no erecom..
Mas pulando essa parte, achei muito bem feito, tudo dando uma combinação com minha foto tb.
Não vou te avaliar poeticamente, até pq n entendo muito de poesia, mas do pouco q eu entendo, achei que tá linda, não desmerecendo essa de hoje eu confesso que as duas de ontem estão mais bonitas.. mas adorei todas 3 do msm jeito, e fico mt feliz de saber que perdeu um pouco de seu tempo, pensando em mim e escrevendo pra mim, vc é um amor mesmo. Continue escrevendo sempre, pois tu sabes q tens potencial de mais..E uma leitora, seguidora, adoradora, sempree...Bj!

Postagens mais visitadas deste blog

POESIA - Como o clima

Olhe pela janelaVeja o tempo lá fora Viu ? É assim que está meu coração
Olhe o que cai do céu É água ? Lágrimas Geradas pela dor e desilusão
O cinza ? Solidão e dureza As mentiras que me contava Ofuscava o brilho do sol
Porém, De tudo tenho uma certeza a água lava as nuvens passam e meu céu voltará a brilhar
Cuide bem de ti que cuidarei bem do meu jardim.

POESIA - Mulher na Luta

Ela lavava a alma e trazia a calma,
necessária para viver;
ela lavava o corpo e trazia no rosto,
as marcas do que é ser;
era uma lutadora, sonhadora que,
nunca deixou de viver;
era doce e meiga, brava e possessa
não havia injustiça em seu ser.

Cidade ou campo, deserto ou floresta,
ela sabia se virar.
Claro ou escuro, dia ou noite,
e do açoite ela fugiu.
Era escrava branca e sinhá preta,
a inversão que nunca existiu

Mas meu peito chorou e partiu
quando sua boca se abriu,
e me disse que ia para a luta
me deixando um beijo e um 
eterno adeus.

POESIA - Voa Tempo

Esquecer o passado,
Escrever o futuro,
Sem ficar no muro 
E nem desesperar.

Guardar na memória,
Diversas histórias,
Momentos marcantes
Sem se deixar levar.

Seguir adiante,
com esse tempo galopante,
pois se ficar parado,
ultrapassado será

Tempo ligeiro, 
tudo muda o tempo inteiro
passageiro viajante,
ou ser realizante
só de ti dependerá.