sábado, 31 de dezembro de 2011

POESIA - Meu querer não é o seu querer

Seu querer é falar,
meu querer é olhar

Seu querer é medicar,
meu querer é comunicar.

Seu querer é ajudar,
o meu é ajudar.

Seu querer é carinho,
meu querer é carinho.

Seu querer é agradar a todos,
meu querer é agradar apenas você.

Você prefere agulhas, sondas, esparadrapos e soros
Eu prefiro twitter, facebook, notícias e publicidade.

Mas, quando surge sentimento,
surge verdade e quando é de verdade,
traz felicidade.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

POESIA - Lá atrás ...

Fechei os olhos
Não queria lembrar
Mas foi inevitável que,
naquele silêncio, naquele escuro,
eu ouvisse a sua voz.

Eram risos soltos
brincadeiras ao luar
piadas e frases de amor
pedidos para não parar.

Abro os olhos, volto no tempo
as coisas ainda estão no mesmo lugar
as pessoas nos olham de forma magnífica
o casal que deu certo
o futuro que aconteceu.

Pisco os olhos,
some a ilusão
e a realidade é que no coração
ficou apenas a paixão
saudosa que insiste em residir aqui
mas logo, logo a boto para fora
pois preciso seguir.

domingo, 25 de dezembro de 2011

POESIA - Fantasiando o nada

Fantasiei em momentos desnecessários
Delirei em amores imaginários
E, com medo do que guardava em meu armário,
Surtei.

Falei sozinho desejando carinho
Sai pulando mais que sapo
beijando mais que soluço
mas, não encontrava "a ursa"
aquele colo em que iria repousar.

Não joguei com cartas marcadas
até porque não sabia quais eram certas
quais eram erradas
mas apegado a verdade
desejava em primeiro a felicidade
da outra que estava a minha frente.

E esgotando as formas para explicar,
resolvi soletrar, desenhar, sinalizar
que estava ali - na frente
não era tão exigente
e só queria fazer feliz
seu coração.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

POESIA - Me faz voar ?

Me faz voar ?

Me diz coisas bonitas no ouvido
para que eu possa sonhar
me leva para passear
ver com você o que não vi com ninguém

Me faz voar ?

Me dá chocolate na boca
me leva ao cinema e
não reclama se eu ficar triste
do nada começar a chorar

Me faz voar ?

bem alto, bem longe
onde possa ver o horizonte
onde possa te achar

Me faz voar ?

me dá a sua mão
entrega o coração
deixa dele eu cuidar

Me faz voar ?

ir longe, ir além
onde não tenha mais ninguém
e juntos possamos nos amar.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

POESIA - Eu preciso

Eu preciso de silêncio
Um cantinho e cobertor.
Vento frio, uma varanda
Rede e um pouco de amor.

Eu preciso de um som
alto pra poder gritar
e uma boa balada
pra me acabar de dançar.

Eu preciso de fé
luz, espelho e caminho
pois sei que por mais forte que seja
não consigo andar sozinho

Eu preciso de dinheiro
não precisa ser milhão
apenas para pagar as contas
e também a diversão.

Preciso de muitas coisas
mas sem muitas delas dá para viver
porém não vivo sem carinho, sem sorriso
não vivo sem você.
preciso de você.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

POESIA - Me obedece por favor

Oi cérebro ... tudo bom ?
Me faz um favor
por gentileza toma logo a direção
e começa a mandar mais que o coração.

Grita logo com o pé,
para ele parar de seguir
não é mais para ele ir atrás dela não,
mas é para seguir na outra direção.

Para mão !!! Que isso ...
Escrevendo carta ? Isso não.
Para quem ? Para que ?
Você sabe que ela não vai ler
e se ler vai rir de você.

Oh !!! Olhos parem de fechar
e dar motivos para o cérebro sonhar
veja as coisas belas ao redor
se fechar a isso vai ser bem pior.

Estômago ? Ainda está aí ?
Pensei já ter dito que era para liberar as borboletas
não adianta prende-las
se elas não serão alimentadas por esse amor.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

POESIA - Sem inspiração

Toda essa situação
Me tirou a inspiração
Quando pensei ter encontrado a solução
vi que na verdade era apenas ilusão.

E no que eu me agarrava, caí
e o que eu buscava, não vi.
A pessoa que amava, perdi
Me reerguer, não sei se vou conseguir.

A vida continua, porém sem cor
as rosas florescem, mas não sinto o odor.
No peito, apenas dor.
Na vida, desamor.

Mas sigo em frente, sem ilusão.
Pois não posso mais perder a inspiração,
nem me prender a uma falsa paixão.
Rompante de um momento de amor.

Me agarro, me prendo a luta,
tentando me manter reto na conduta,
do trabalho, eterna labuta
da vida, dedicação e amor.

Mas sei que tudo tem tempo,
momento e sentimento,
porém confesso, desisti
cansei de buscar o amor.