sexta-feira, 28 de outubro de 2011

POESIA - Olha só

Olha só ...
Só vou falar uma vez.

Isso que você faz com o meu coração não é legal,
me deixa sem ar, me faz passar mal.

Sumir da minha visão,
sem motivo e nem razão,
não dar tchau e me abandonar,
sem nem ao menos uma ligação.

Sumir do Face e do MSN
e nem nada me informar,
e eu descobrir que choras por aí,
mas que não tem coragem de ligar.

Sumir ? Porque sumir.
Se desejo que esteja aqui,
os braços e coração estão abertos,
e o caminho, mais do que certo.

Olha só ...
Só vou falar uma vez.

Eu perdoo o que você fez.
E não desejo saber de nada mais,
apenas esquecer,
o que passou,ficou para trás,
mesmo sabendo que isso não se faz.

Olha só ...
Só vou falar uma vez.

Eu espero a sua ligação,
coração morrendo de paixão,
paralisando de emoção,
sofrendo com a solidão,
desejando uma canção,
para embalar nossa história e
apagar os erros da memória.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

POESIA - Segredos a natureza

Disse ao vento sentimentos
que desejo que ele leve para longe de mim.

Disse a chuva sujeiras
imundices minhas
das quais quero me lavar.


Aos céus, falei meus erros
que foram como trovões
nas vidas alheias.

A terra eu não disse nada
mas o meu silêncio foi como
enterrar verdades.

Verdades que não disse a você
pois não queria te magoar.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

POESIA - Com você é mais

Não que o céu não seja azul,
mais com você o azul é mais intenso.

Não que a comida não seja saborosa,
mais com você percebo seu tempero.

Não que o exercício seja cansativo,
ou a jornada dura,
mais com você essas coisas cansam menos.

Se a subida é longa, penso em ti,
e nem percebo o quanto subo,
não me canso.

E se a chuva não me deixa ir,
lembro dos banhos que tomamos,
dançávamos, enquanto a mesma nos molhava.

Hoje, sei que sou feliz
Mas ao sei lado, sei que serei mais.

domingo, 23 de outubro de 2011

POESIA - Preciso ir ...

Preciso ir a um lugar,
Para poder te ouvir falar,
Pra te ver, te tocar,
te olhar e observar ...

Preciso ir a um lugar,
que para mim é bom demais,
e com você ao meu lado,
sei que terei momentos de paz.

Preciso ir a um lugar,
um jardim, um quintal,
mas não me entenda mal,
preciso de você - algo irracional.

Preciso ir a um lugar,
viajar, encontrar,
desencontrar, reencontrar,
amar, sorrir e chorar.

Preciso ir a um lugar,
lugar do passado,
que volta presente,
e povoa o futuro.

Preciso ir a um lugar,
que já foi porto seguro,
colo, trama
amor, cama
e que hoje é
existência e ser.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

POESIA - Mas amanhã

Mas amanhã quando acordar

Não quero choro e nem vela,
quero alegria e aquarela,
e um belo sorriso dedicado àquela linda donzela.

Mas amanhã quando acordar

Pode ser sol ou chuva,
a alegria estará presente,
porque terei você a minha frente.

Mas amanhã quando acordar

Queria que o mundo tivesse mudado,
as coisas tivessem melhorado,
as flores nascendo e os amores florescendo.


Mas amanhã quando acordar....

Apenas irei colocar o meu som no ouvido,
rezando e seguindo,
pedindo as mudanças acima,
enquanto vou para mais um dia de trabalho....

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

POESIA - Nada além do sentir ...


O falar é sempre relativo,
o gostar é que realmente importa.
E não adianta gostar somente daquilo que vemos,
porque nossos olhos nos enganam.
Prefiro gostar daquilo que não vejo,
mas que ao seu lado sinto,
passo e vivo,
pois sei que isso sim,
nos final das contas,
é que importará para mim.

Publicado originalmente em

terça-feira, 18 de outubro de 2011

POESIA - Falta

Me faltam palavras ...

Palavras para definir o que sinto,
palavras para definir o que sofro.

Me faltam frases ...

Frases para expressar,
frases para contar,
frases para emocionar,
frases para fazer rir e chorar.

Me faltam olhos ...

Para chorar,
para ver coisas belas,
para ver coisas tristes,
para apenas ver.

Me falta o tato ...

Para pegar a pele,
para sentir o corpo,
para tocar a boca,
para beliscar a bunda.

Me falta tudo isso ....
E muito mais ...
porque me falta você.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

POESIA - Ah ... Os gestos

De uma vez por todas entenda ...


Quando olho para seus pés,
não é para ver se as unhas estão belas,
mas é compreendendo que devo me render,
e por saber que errei, abaixo a cabeça.

Quando olho para suas pernas,
não é só por desejo de te-las para mim,
mas é buscando saber,
se elas vão me acompanhar no meu caminhar.

Quando olho para seu ventre,
é visualizando o futuro,
a barriga enorme,
servindo de porto seguro.

Quando reparo em seu colo,
o que mais me chama atenção,
é o repouso, a tranquilidade,
e o lugar onde ouço o coração bater
onde sinto vida, toda vez que estou junto de você.

Quando olho em sua boca,
observo o seu falar,
com uma vontade,
meio besta, meio louca,
de com um beijo te calar.

Quando olho nos seus olhos,
vejo neles a mais pura verdade,
manancial de paz, onde não existe falsidade.

Quando te olho por inteiro,
sei o que esperar,
pois sobe uma louca vontade de não mais te largar.