domingo, 10 de agosto de 2008

Parabéns a você ...

No dia três desse mês que estamos, eu fui mais um felizardo a completar anos. 27 ....

Durante esse tempo, vivi e ainda vivo muitas coisas. Umas felizes, outras tristes, mas todas que acrescentem de alguma forma algo na minha vida. Já chorei, já sorri, já sofri, já amei (e amo), o importante é que nunca percamos a alegria de viver.

Entretanto, nesse aniversário, duas coisas me chamaram intrigaram e são elas que venho partilhar com vocês. A primeira, foi quando a minha prima quis me zuar, por eu estar ficando mais velho. Gente, só fica mais velho quem vive e só vive quem está vivo. Se eu não tivesse fazendo aniversário, algo estranho estaria acontecendo; ou eu estaria congelado, ou estaria morto. Como ainda não descobriram como congelar e descongelar seres humanos, acho que eu não quero essa segunda opção para mim - até porque quero e muito viver.

A segunda foi quando me perguntaram como eu estava me sentindo por estar completando 27 anos. Eu respondi, da mesma forma de quando completei 26 ... Porque eu (e acho que muitos) criam espectativas quando estão para completar 18 anos, 21 anos - período em que se tira carteira de motorista, se torna maior de idade e outras coisas do gênero. Com 27, o peso da responsabilidade já está nas costas a algum tempo (talvez não todos, mas eu já) e com isso, não muda em nada fazer mais um ano de vida.

O que muda é o físico. Aí sim, quanta diferença. Porque o cabelo continua caindo (ou não nascendo mais), a falta de tempo para exercícios faz a barriga crescer, os compromissos que são muitos, o tempo para os amigos e o lazer diminuem, as piadas já são repetidas e muitas delas agora estão sem graça, e por aí vai ... Mas essas são mudanças que já esperamos e por isso, hoje, não me frustram mais.

Por isso, lembrem-se, se você está completando mais um ano de vida, na verdade é porque você já viveu esse ano, e se já viveu esse ano ele foi, de qualquer jeito, um ensinamento para você; portanto aproveite os anos que você tem para viver (e que não sabemos quantos mais são) das formas mais variadas e maravilhosas possíveis, sem se prender.

E você verá o quanto o mundo é belo.

Só Hoje ....

Gente

Venho pedir desculpas pelo período em que esse blog ficou parado. Nesse tempo, pensei o que queria quando iniciei o blog e vi que não tinha nada em mente. Hoje, continuo com nada em mente para ele, porém com uma vontade de partilhar com vocês tudo o que se passa pela minha cabeça.

Quanto a inatividade, em muito foi motivada pela falta de tempo para escrever, aliado a organização do ENECOM, ao encerramento do período na faculdade, as negociações para a mudança de estágio, ao meu "filho" (último programa meu na TV PUC - dia 31 de agosto na TV Universitária do Rio) e a outra coisas que prefiro não falar.

Volto aqui hoje para iniciar um novo tempo, um novo período de compromisso, tanto com vocês, quanto comigo. Para mim, vai ser um tempo de compromisso, de mantê-lo, de postar aqui todos os domingos quantos tiverem esse ano, quanto eu tiver vida. Com vocês e de vocês, espero ajuda, comentário, discussões e outra coisas que sejam motivados por esses textos; nada além disso.

Então, aguardo vocês aqui, no domingo que vem, para novos textos, novas discussões ... Ou as mesmas velhas de sempre ...

Beijos para
tod@s ...
Fiquem com Deus ...