Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

POESIA - Seja Sincera

Seja sincera com você
E diz que não pensa em mim
que não sente falta, saudade
que realmente houve fim.


Seja sincera com você
esqueça um pouco a razão, o orgulho
fala da falta que fazem as minhas mensagens
que na madrugada alegravam seu coração.


Seja sincera com você
as piadas eram ruins
a minha presença não lhe preenchia
ou é porque comigo você tinha alegria
e teve por isso, medo de prosseguir ?


Seja sincera com você
porque esconde o sentimento
ou procura em outros lugares
o que quero te dar
que está guardado aqui dentro


Preferiu o silêncio ?
Deseja realmente a dor ?
seja sincera com você


O que realmente busca é amor ?
Mais sincero, impossível
Mais verdadeiro, improvável.

POESIA - Minha Alegria

Alguém a viu por aí ?
Ela estava embrulhada
em um sorriso
dado diariamente
ao ver o sol, o céu
ou simplesmente sentir a brisa
a soprar.


Ela habitava em um rosto contente
Que acreditava ter achado
novamente seu rumo
E de tão radiante
Contagiava aos demais.


Porém veio um vendaval
tudo ficou para trás
no girar do redemoinho
ela soltou minha mão
e seguiu por aí


E o que irradiava - hoje é radiação
O que antes contagiava - hoje é contaminação
Se antes havia alegria e riso - hoje é solidão
Se antes era paz e calma - vejo que era ilusão.


E continuo ...
Procurando a minha alegria por aí ...

POESIA - Escritos escrivinhados

Era um livroescrito desde a infância com palavras e poesia, sonhos e fantasia.
Livro escrito a lápis preto e colorido, e com os vividos outras tintas ao livro foram pintar.
Tinham muitas páginas todas elas preenchidas algumas nem muito bem escritas mas era a vida a se desenhar.
Porém em momentos da vida, eu esquecia de escrever. O livro, fazia questão de perder para momentos difíceis não registrar.
E a vida tem machucados momentos muito amados momentos mal amados e momentos a se apaixonar.
Ao pegar novamente o livro e abrir para escrever qual foi minha surpresa ao ver que ele começou a se apagar.
As cores voltaram ao lápis os textos voltaram a mente porém a vida hoje novamente segue mas por um caminho e com um fluxo um pouco mais diferente.