segunda-feira, 10 de junho de 2013

POESIA - Sabe

Sabe
uma daquelas coisas que não dá para esperar
não dá para negar,
vontade de juntar,
o meu com seu olhar e juntos caminhar.

Sabe
uma daquelas coisas que não se diz a ninguém,
aquele vem cá meu bem,
porque eu quero um cheiro,
quero um chamego,
um xenhenhém.

Sabe
quando dá vontade de ir lá te ver
e não dá para esperar o amanhecer,
bastou galo cantar e estou indo aí.

Sabe 
que o que foi passado,
agora já passou
e que na memoria,
a lembrança ficou
o que restou agora
foi o quanto se amou.

Sabe
que te ver é pouco,
pois eu quero é mais,
quero olhar pra trás
e lembrar de todo o tempo
e todos os momentos que tivemos bem.

Sabe
que a vida guia
o sol irradia
o calor aquece
e meu corpo pede
o seu corpo aqui.

Sabe 
que o que foi passado,
agora já passou
e que na memoria,
a lembrança ficou
o que restou agora
foi o quanto se amou.

2 comentários:

Rayssa Silva disse...

Hummm,lindas e profundas palavras.

Anônimo disse...

E de repente....o sentimento é colocado em palavras! linda poesia meu amigo!