segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

POESIA - Quando desejo

Quando desejo
Desejo o sentimento, não as palavras
Desejo a atitude, não a falsa promessa
Desejo o gesto, não o presente
Desejo o carinho, não a frase bonita

Desejo as batidas do coração, não a pulsação.
Desejo as borboletas no estômago, não o enjôo.
Desejo algo puro e simples, nada banhado de prata e ouro.
Desejo algo que será o meu tesouro.


Nenhum comentário: