sábado, 20 de outubro de 2012

POESIA - Sem limites

Juro que não queria,
já me contentava com o seu bom dia
era o que me dava o meu sorriso, 
minha alegria
e tornava melhor o meu viver.

Mas é sentimento,
que não é claro como documento,
nem transparente como o vento,
e por ser sentimento
é que vem de dentro.

Como limitar o que sentir
como limitar o que cresce em mim
como dizer não
ah! coração.

o que dizer agora
"senta e chora"

bom, confesso não saber o que fazer
com tudo o que tenho guardado aqui para você
e nem me preocupo com o que vou sofrer
só queria uma chance de te fazer feliz.

Juro que se eu errar,
não vou pedir repeteco e nem bis,
mas vou ter sido bem feliz.

Um comentário:

Rayssa Silva disse...

Linda...Há esse coração!!!