quarta-feira, 31 de outubro de 2012

POESIA - Ao Deitar

Só queria deitar,
e saber que é a sua mão que vai me acordar,
a sua voz que irá falar no meu ouvido,
o seu corpo que irá se juntar ao meu,
enquanto o sol raia.

Só queria deitar,
e saber que vai estar ali do lado,
não só porque eu quero,
mas porque sabes que preciso de ti tanto quanto precisas de mim.

Só queria deitar,
fechar os olhos e ver,
que aos poucos os sonhos que sonhei com você,
estou conseguindo realizar, fazer acontecer.

Só quero deitar,
e ver que o tempo passou,
e ver que nada mudou,
e ver que o amor continuou,
permaneceu, durou,
e nunca acabou,
nem acabará.