segunda-feira, 28 de abril de 2014

POESIA - Deixo aberto

Deixo - me aberto ... 
Abro - me a ti ...


Deixo aberto ...

o coração para que habite, 
os olhos para que eu te veja, 
os ouvidos para que eu te ouça,
os braços para que eu te abrace,

Deixo aberto ...
a boca para que te beije, 
a porta para que chegues,
o peito para que repouses,
as idéias para que me mudes,

Deixo aberto ...
o colo para que se aconchegue,
a mente para os ocorridos,
e a poesia, para que completes, 
e o meu ser, para que sejas o que quiser ser ...



2 comentários:

Anônimo disse...

Arrasouuu!!!

Anônimo disse...

Muito bom Thayago...Parabéns!!!
Ass: Naty.