quarta-feira, 22 de maio de 2013

POESIA - Rasgo o Coração

Rasgo o coração
e minha alma,
mas mantenho a calma
pois sei que tudo certo dará.

Rasgo minha roupa,
que não é pouca,
e que me esquentava do frio
que eu sentia por estar longe.

Rasgo meu orgulho
e ralo no muro,
pois é no meu porto seguro
que eu preciso ancorar

Rasgo quem eu era
pois não quero mais
o que desejo é o novo alguém
que vem,
depois de encontrar
em uma esquina qualquer,
com quem eu realmente sou.

Rasgo o coração
abro e me declaro
e de cara eu falo
que perto de ti é que eu quero viver.

Um comentário:

Rayssa Silva disse...

Como falar do o que está sentindo,as palavras tem medo de sair da boca,estão presas no coração.Só os poetas tem o poder para liberta-las.