Pular para o conteúdo principal

Eu Ganhei ...

Durante toda a semana tentei escrever algo. Mas não consegui ... Queria falar sobre a perda ... Mas eu não perdi ...

Há sete dias atrás perdi alguém que amava muito. Perdi ?! Não eu não perdi. Ele faleceu. Sim, você perdeu - algumas pessoas podem dizer. Entretanto digo que não perdi.

Só se pode perder algo, ou alguém aquele que é egoista ao ponto de não saber que, nem as coisas e nem as pessoas, são nossas. Independente de sua religião, as coisas e as pessoas são do mundo.
No caso das coisas, nós lutamos, trabalhamos, batalhamos para compra-las, conquista-las, consegui-las. Já as pessoas, essas sim, são as mais difíceis de mantermos ao nosso lado, junto de nós.

Mas como dizia antes, não perdi. Ganhei !!!! Para sempre terei em minha mente a imagem cativante de meu avô. Uma pessoa carismática, feliz, alegre, fiel e temente a Deus. Hoje, se derramo lágrimas, é porque sei o quão importante essa pessoa foi para mim. Fiz o que pude, Deus também. E, no período da quaresma, onde a igreja ora e jejua, meu avô fez o mesmo - durante cinco meses, já que sua doença quase o impossibilitava de comer.

Mas seu avô se foi ? Sim, e daí ... Para mim, foi um ganho inestimável. Sei que hoje, agora, nesse exato momento ele olha por mim, por nós, pela minha família. E se muitos dizem que eu perdi, eu digo e afirmo que ganhei - ganhei porque terei memória e histórias para contar de minha vivencia com ele; ganhei porque aprendi muito com esse amor; ganhei porque nada poderá tirar de mim a lembrança; ganhei porque percebi que somos insubstituíveis; ganhei porque sei que tenho mais um anjo a olhar por mim; ganhei porque Deus está com meu avô.

Se a sete dias atrás, o sentimento era de perda e dor; hoje, sete dias depois, o único sentimento que floresce em meu peito é o de um grande amor. E em breve nos veremos.....

Comentários

Nani disse…
Demorei um mês para conseguir escrever algo sobre meu pai... Cheguei a conclusão de que a cada dia que passa, ele faz mais falta, mas cada dia que passa ele tá mais presente... em tudo.
Meus sentimentos pelo seu avó. Mas acredite: mais tarde, vocês se encontrarão...

Postagens mais visitadas deste blog

POESIA - Como o clima

Olhe pela janelaVeja o tempo lá fora Viu ? É assim que está meu coração
Olhe o que cai do céu É água ? Lágrimas Geradas pela dor e desilusão
O cinza ? Solidão e dureza As mentiras que me contava Ofuscava o brilho do sol
Porém, De tudo tenho uma certeza a água lava as nuvens passam e meu céu voltará a brilhar
Cuide bem de ti que cuidarei bem do meu jardim.

POESIA - Mulher na Luta

Ela lavava a alma e trazia a calma,
necessária para viver;
ela lavava o corpo e trazia no rosto,
as marcas do que é ser;
era uma lutadora, sonhadora que,
nunca deixou de viver;
era doce e meiga, brava e possessa
não havia injustiça em seu ser.

Cidade ou campo, deserto ou floresta,
ela sabia se virar.
Claro ou escuro, dia ou noite,
e do açoite ela fugiu.
Era escrava branca e sinhá preta,
a inversão que nunca existiu

Mas meu peito chorou e partiu
quando sua boca se abriu,
e me disse que ia para a luta
me deixando um beijo e um 
eterno adeus.

POESIA - Eu senti

Eu senti
senti o baque, o choque, o golpe, 
a mão pesada, o não, o gole,
a dor, o desamor.

Eu senti,
tive paciência, 
mesmo na ausência,
e por obediência, 
esperei e não resisti.

Eu senti,
fome, frio, dor.
Abandono, desamor.
Eu senti.

Mas é preciso reerguer, 
olhar pra frente e viver
caminhar e não esquecer,
para novamente não sofrer.

Eu senti,
uma mão a me levantar,
e esperança renovar,
poder novamente voar.

Eu senti.
Senti que era hora. 
Ontem hoje, senão agora.
Não dá para esperar. 
Algo que já não demora

Eu senti.
E parti.